Quinta, 28 Novembro 2013 15:57

Campanha Fique Sabendo busca conscientizar população

Escrito por  Assessoria Prefeitura
Na segunda – feira (25) teve inicio a 6ª “Campanha Fique Sabendo”, sendo 516 municípios participantes em aproximadamente 3 mil unidades.
 
A campanha envolve cerca de 40 mil pessoas entre gestores, interlocutores, coordenadores municipais, gerentes de unidades de saúde, e profissionais de saúde que fazem desta campanha mais um sucesso na expansão de acesso à prevenção em todo o estado.
 
A “Campanha Fique Sabendo” é uma mobilização de incentivo ao teste de AIDS que busca conscientizar a população sobre a importância da realização do exame. É importante identificar o quanto antes o diagnóstico do HIV. Assim, a pessoa inicia o tratamento no momento certo, o que pode lhe trazer mais qualidade de vida. Quem tem HIV e não sabe, além de não se cuidar, pode transmitir o vírus involuntariamente.
 
O trabalho está sendo realizado nas Unidades de Saúde e no SAE (Serviço de Assistência Especializada), onde estão sendo disponibilizados os testes convencionais, e a testagem rápida para HIV e Sífilis, onde o resultado é apresentado em poucos minutos.
 
A equipe do Programa Municipal de DST/AIDS conta com a colaboração também dos funcionários do Departamento Municipal de Saúde de Bebedouro, que foram treinados para participar da campanha.
 
A coordenação do Programa Municipal DST/AIDS orienta a população a aderir à campanha, fazer o teste e contribuir para diminuir cada vez mais o preconceito em relação à doença. O diagnóstico da infecção pelo HIV é feito a partir da coleta de amostra de sangue, com a garantia do sigilo nos resultados. Importante destacar que para realizar o exame nos dias da campanha não é necessário pedido médico, nem estar em jejum.
 
A coleta estará sendo realizada de segunda a sexta-feira, das 7 às 16H.
 
Informações:
 
O HIV pode ser transmitido por relações sexuais desprotegidas (sem o uso do preservativo), pelo compartilhamento de agulhas e seringas contaminadas, de mãe para filho durante a gestação, ou por transfusão de sangue.
 
As principais formas de transmissão da Sífilis são o contato sexual e a transmissao vertical para o feto durante a gravidez de uma mulher contaminada. Neste último caso, o feto sofre de sífilis congênita, que tem sinais e sintomas diferentes da sífilis clássica, por afetar o ser humano durante a sua fase de crescimento.
 
Informações entrar em contato:
Telefone: 3342 – 8632
E – mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Importante: Adolescentes acima de 12 anos podem realizar o exame anti – HIV, não sendo necessário a autorização ou o acompanhamento do responsável.
 
Dra. Iara Maria de Brito Ramalho Luz
Coordenadora do Programa Municipal DST/AIDS
 
Dr. Eurico Medeiros Junior
Diretor Departamento Municipal de Saúde